Contactos apertados

Para obter informações sobre contactos apertados, consulte o seguinte:




Definição

Os contactos apertados existem quando existe compressão entre dois dentes e não é detetada por moldes e modelos 3D. 

Eis um exemplo de contactos apertados:

Solicita-se 0,3 mm de redução interproximal entre os dentes 8 e 9, mas há compressão (pressão oculta) entre 9 e 10.  Quando o espaço foi criado com 0,3 mm de redução interproximal, a pressão foi libertada entre 9 e 10, criando agora níveis de contacto normais, uma vez que o dente número 9 recebeu espaço para se mover. Isto significa que, dependendo da compressão entre 9 e 10, o espaço de redução interproximal passou a ser mais pequeno, 0,2 ou 0,1 mm, mas ainda não a quantidade exigida pelo plano de tratamento.




Causas

Os contactos apertados entre os dentes existem naturalmente quando o tamanho "coletivo" dos dentes (o total cumulativo da largura mesiodistal de todos os dentes numa arcada) é maior do que a quantidade de espaço disponível para esses dentes no osso de suporte. Este desequilíbrio pode resultar em contactos interproximais apertados e/ou apinhamento dos dentes em algum grau.

Uma das consequências de contactos apertados é que o tratamento planeado pode não ter o resultado esperado. Ou, no caso do último alinhador, pode ainda precisar de algum movimento ligeiro para os colocar na sua posição final.




Soluções

Como verificar se tem contactos apertados

Ao usar o fio dentário entre os dentes se o fio dentário tiver dificuldade em entrar e sair, então sabe que tem um contacto apertado. (Se o fio dentário entrar e sair facilmente, então este contacto é ligeiro a moderado.) 

O que fazer com contactos apertados

Quando tem contactos apertados, não precisa necessariamente de solicitar uma revisão do caso, que pode ser demorada e atrasar o tratamento. Tente as seguintes ações:

  • Use fio dentário entre os dentes suspeitos (áreas de desalinhamento) para verificar se existem contactos apertados, conforme descrito acima.
  • Se existir um contacto apertado, pode fazer algum stripping manual para criar aproximadamente 0,1 mm de redução interproximal. 
  • Se não houver contactos apertados (mas houver algum desalinhamento), pode ainda fazer um pouco de redução interproximal (0,1 mm) para ajudar a criar algum espaço necessário.
  • Se tentou o acima exposto e sente que criou espaço suficiente, mas ainda tem desalinhamento, neste momento pode ter de enviar uma revisão.

Nota: a redução interproximal é realizada a seu critério. Aconselhamos o stripping manual, que cria 0,1 mm de espaço. Se fizer 0,1 mm de redução interproximal de cada vez, qualquer espaço em excesso criado pelo stripping manual adicional (fora do plano de tratamento), será bastante fácil de fechar no final do tratamento com uma revisão solicitando uma cadeia de forças digital.

Este artigo foi útil?
Utilizadores que acharam útil: 9 de 9

Comentários

0 comentário

Por favor, entrar para comentar.

Tem mais perguntas?
Submeter um pedido
Partilhe-o, se gostar.